segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

TER UM ATAQUE OU UM CONE

Um mês de férias deu para refletir... Confiram:
O time do Flamengo após uma melancólica classificação para a pré-Libertadores, segundo o “pojeto” do nosso articulista dos gramados, parte para essa competição sem despertar confiança em seus torcedores, novamente.
Deveremos jogar contra o Real Potosi, com uma forte retranca 4 5 e até 6 cabeças de área em um cone. É muito triste para o torcedor rubro-negro, acostumado a tantas conquistas ver o seu time jogar assim.
Será que a lição do jogo entre Barsa e Santos nada nos ensinou.
Esse conceito retranqueiro é coisa do passado com esse sistema só dois resultados pode-se alcançar o empate ou a derrota, como aconteceu com o Flamengo em muitos dos jogos que disputou no campeonato brasileiro.
Se o “Luxa”, o jeito é mudar os seus conceitos para não amargarmos novamente um ano de empates e decepções.

domingo, 20 de novembro de 2011

"FORA LUXA"

O Luxemburgo foi o técnico que iniciou sua temporada destruindo um time campeão, em nome de uma renovação que manteve o enganador do Deivid e deixou escapar o vibrante Wanderlei; jogou o Adryan no banco pra não mais voltar, além de queimar jogadores como Negueba e Diego Maurício. Por muito pouco não arrebenta com as carreiras do Tomas e do Muralha.
Não se admite que em nome da juventude tivemos um Angelin no esquecimento e em seu lugar o presepeiro Wellington e o "desesperado" Alex. Sem falar no Marquinho que não servia pra ele, Toró e muitos outros.
Um detalhe importante: existem jogadores que não servem para Luxa mas são imprescindíveis ao Flamengo.
Jogar no Flamengo tem que ter garra e vibração...
Só há um solução "FORA LUXA",

domingo, 13 de novembro de 2011

Sensação desagradável

Depois da vitória em cima do Cruzeiro, eu já estava com a sensação desagradável de que não seria contra o Coritiba que teríamos a nossa afirmação. Algo me dizia que o Renato voltaria e junto do Airton nosso meio de campo novamente ficaria lento. Não adiantou as mensagens divinas, pois o “mago da retranca” tinha que por em ação o seu plano, já revelado desde o início do campeonato – UMA VAGA NA “LIBERTADORES” –.
Se o nosso técnico não pensa em título de que nos adianta sonhar um sonho impossível. E, ainda tem quem defenda o Luxa, por ser flamenguista. O que não pode é ele ficar peitando os mais de 30 milhões de torcedores.
Não estamos acostumados com pouco, e o Luxa pensa muito pequeno como time que ele colocou contra o Coritiba, ou seja, um time para empatar e olhe lá... Quem entra para empatar fica só com duas opções, uma delas: PERDER!

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Gás e vigor nas últimas partidas

Que o torcedor rubro negro não se deixe envolver pelo resultado final da partida contra o Cruzeiro. Um resultado que poderia ser bem diferente se a sorte não estivesse do nosso lado. Para a nossa felicidade os cruzeirenses desperdiçaram duas de três oportunidades que tiveram e até o Deividi (que andava meio “azarado”) deu sorte numa bola que bate na trave e posteriormente nas costas do goleiro e ajuda o Flamengo a iniciar sua grande virada.
Aliás, o Flamengo teve muita sorte, azar dos cruzeirenses, mas temos olhos de ver de constatar que nossa defesa estava mal posicionada na hora do gol e o Alex não é mais o mesmo, se já foi.
Não adianta termos o ataque mais positivo e a defesa brigando para ser a mais vazada.
Esperamos que o Luxa “bote a galho dentro” e entenda a mensagem que veio do alto. Dê um descanso para o Maldonado e ao Renato e parta com gás e vigor para as últimas partidas, que se não inventar, terá o apoio do torcedor como no jogo passado.

domingo, 6 de novembro de 2011

VAMOS FALAR SÉRIO!

Ronaldinho Gaúcho não recebe salário integralmente como combinado. Willians briga com a mulher e não vai treinar, nem jogar, desfalcando seriamente a zona mais frágil do Flamengo. Wellington vira a bunda para a bola em três gols contra o Grêmio. Wanderlei Luxemburgo troca Thomás por Muralha quando o jogo está empatado. Dá para levar um time desse a sério?

Mauro Silva

EU NÃO CREIO, MAS TORÇO

(POSTADO POR SIMOES LOPES (http://flamengonet.blogspot.com/)

Por que eu não creio no Hepta? Porque não acho que forças místicas irão corrigir as falhas de marcação, consertar as falhas de jogadores ruins de passe e de chute, impedir o treinador de pôr em práticas suas teimosias e suas inexplicáveis incoerências, não vai transformar dirigentes incompetentes em santuários de competência ou provocar epifanias de responsabilidade em jogadores que preferem levar a vida "na flauta". Não consigo crer em um time que desperdiçou diversas oportunidades e que poderia ser o líder folgado do campeonato, MESMO JOGANDO MAL E REPETIDAMENTE ESBANJANDO DESATENÇÃO E INDOLÊNCIA. Um time que momentaneamente foi ultrapassado pelo Figueirense.

Seu eu não creio, o que eu posso fazer? EU TORÇO, COMO SEMPRE FIZ E SEMPRE FAREI. Torço para que apesar de tudo, o time tome consciência das lambanças e decida apagar os erros do passado, torço para que craques desatentos decidam se concentrar um pouco, e que um técnico cada vez mais atrapalhado lembre-se do que já fez em sua carreira reencontre seu equilíbrio. Torço para que Deivids, Welintons, Renatos e Willians joguem tudo o que o sabem e o que não sabem, encarando esta partida contra o Cruzeiro como uma decisão de campeonato. Se o time ainda "crê" no título, que esteja consciente que teremos uma nova decisão a cada rodada, e que o heptacampeonato não cairá do céu, mas terá que ser conquistado na terra.

sábado, 5 de novembro de 2011

Vencer, Vencer, Vencer!



A escalação do Fla: Felipe, Léo Moura, Alex Silva, Welinton e Junior Cesar; Airton, Maldonado, Thomás e Thiago Neves; Ronaldinho e Deivid.

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Chegou a nossa vez

Vamos lotar o Engenhão e aplaudir Ronaldinho.
Agora, não importa o resultado do jogo e sim retribuir o muito que o craque já nos deu e dará ainda.
Mesmo contra a teimosia e invenções do Luxa, que a exemplo do ano em que comemorávamos o centenário do clube, tem nas mãos o um grande elenco mas não sabe usar.
Já erramos uma vez. Esta é a segunda e até quando vamos jogar pelo ralo o sonho da massa torcedora pelo capricho de um treinador.

Perguntas que não querem calar:
Por que não brigou com o Wellington ao invés Willians?
Por que não botou banco o Deivid no lugar do David Brás?

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Rubro Negro no Brasileirão

Ronaldinho expulso por pura besteira contra o Ceará. Airton expulso por pura ignorância contra a Universidade do Chile. Será que serão multados pelo Flamengo? Não foram expulsões em lances capitais, não salvaram o Fla de um gol, só atrapalharam. A derrota ridícula na Sul Americana pode salvar o Rubro Negro no Brasileirão – jogo 4ª e domingo não é fácil!
Mauro Silva

sábado, 15 de outubro de 2011

Perspectivas

O Mengão vive perdendo boas oportunidades. Não adianta, sem o Ronaldinho, o Flamengo é somente “mais um” no campeonato. Venceu o Flu sem merecer, e tem que dar graças a Deus de ter empatado com o Palmeiras. Não vejo muitas perspectivas no “pojeto” do Luxemburgo.
Mauro

sábado, 1 de outubro de 2011

Botar o bode na sala

O Luxemburgo optou pela tática de “botar o bode na sala”. Escalou totalmente errado o Flamengo, tomou somente 1 gol – graças ao Felipe - e no segundo tempo fez o que devia fazer desde o início. Na coletiva vangloriou-se, “minhas alterações fizeram efeito!”. Patético! O que ele fez foi “tirar o bode” que ele mesmo colocou na sala.
(Mauro Laguna)

domingo, 25 de setembro de 2011

Medíocre futebol “burrocrático” (com dois erres)

Em um time do porte do Flamengo não existe má fase que justifique a escalação inicial do Flamengo no jogo contra o último colocado do Campeonato Brasileiro o América de Minas. Para o bom entendedor qualquer escalação mostra a intensão do treinador. Senão vejamos, imagina que aquele time não faria gol, mas também não tomaria. Fortaleceria sua opinião de que Angelin não faz falta, que Welington é um “Grande” zagueiro e ainda que Deivid Brás era o detalhe que faltava na defesa. A leitura mais fácil: zaga titular do Flamengo Alex e Angelin.
O que mais pensava o “Bruxo” sem exercer marcação sob pressão, jogando pela esquerda com o baixinho de pernas curtas e curto futebol as bolas não chegariam no Jael, como não chegaram, jogo ficaria “oxo” e assim, no intervalo, recolocaria o David com Negueba e Diego Maurício e os gols sairiam normalmente com a natural substituição da “super linha de cabeças de área”.
Deu azar, pois ficou claro que a zaga do Flamengo é muito fraca e inexperiente e deu sorte porque o Kempes perdeu um gol feito que complicaria demais a vida do Mengão.
Veio o segundo tempo e todos sabiam o que aconteceria só que no lugar no Negueba apareceu o jovem Thomas. Resultado do prato feito: Léo Moura acabou com o jogo secundado por Diego Maurício, que segundo o Luxa, não é titular porque não se esforça nos treinos.
A realidade é uma só o Flamengo precisa mostrar sua cara e jogar com sua tradição de muita raça e determinação, mesmo que isso contrarie o medíocre futebol “burrocrático” (com dois erres) do treinador que para garantir seu ponto de vista coloca em risco o maior clube do Brasil.

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Lamentável (Deu pena)

A fraca atuação do Flamengo frente ao Atlético Mineiro está servindo para traçar o perfil da equipe que independe de seu treinador. Sem esquema tático definido, teimosia desacerbada, e intromissão na hora indevida, mostra que a presença do Luxa, atrapalha muito o plantel.
Quando se anunciava um grande time para a temporada e a presença do Luxemburgo, no pensamento do torcedor a triste lembrança do ano do centenário com o time dos sonhos e o treinador do pesadelo.
Dominado pelo Atlético, até a hora do gol no segundo tempo, o Flamengo encontrou seu jogo e num passe do Jael para o Ronandinho chegou ao empate e o torcedor chegou a acreditar que daria para virar o jogo, até que entrou em cena o “Mago das M”, ao invés mais um atacante (Negueba) e mais alguém no meio de campo para não perder o embalo, trocou “seis por meia dúzia” promovendo a volta do Deivid para a tristeza da “Nação”.
A partir desse “toque de mágica” nem com a expulsão de um jogador atleticano chegamos a vitória.
Chega de “projeto”, que remos solidez e um treinador que tenha vontade de ganhar.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

O mestre do suspense

Quem gosta de cinema, por certo, já assistiu filmes de Alfred Hitchcock. O suspense de Hitchcock distinguia-se do elemento surpresa mais característico do cinema de horror. Nos filmes hitchcockianos, a ansiedade do espectador aumenta pouco a pouco enquanto, o personagem não tem consciência do perigo. São apresentados dados ao telespectador que a personagem do filme não sabe, criando uma tensão no espectador em saber o que acontecerá quando o personagem descobrir. Em Psicose, somente o espectador vê a porta se entreabrir, esperando algo acontecer enquanto o detetive sobe a escada.
Essa é a situação do Flamengo. A cada escalação o elemento surpresa se faz presente e o Luxa coloca personagens que mexem com os nossos nervos. Os jogadores não possuem noção do perigo e quando o pressentem livram-se da bola como se ela fosse de fogo, de qualquer maneira. Tem jogador que pensa que joga muito, outros que até já jogaram e quem fica na pressão é o torcedor, que sabe dos perigos que corre, mas não pode fazer nada, uma vez que o mágico das estratégias já providenciou suas armações.
Até quando o Senhor do Suspense Rubro Negro vai manter Wellington na zaga e Deivid no ataque, por certo só quando nossos nervos não aguentarem mais e ele ficar saciado na sua fobia intrigante.
Gostaria de entrar o no pensamento do “bruxo”, por certo está achando que “o empate com o Botafogo colocou o Flamengo na rota de mais um período de invencibilidade”.

sábado, 10 de setembro de 2011

O “profexô” fez mais uma das suas

O “profexô” fez mais uma das suas. Gostou do empate, levou a derrota. No jogo que deveria por o Negueba, preferiu fechar o meio campo. A dupla de zaga do Mengão perdeu todas as bolas aéreas. Inacreditável! Gustavo deu um soco em Liédson. Diz que não fez nada. Alguém tem que avisar para ele, que o jogo foi televisionado. Deve pegar um baita gancho! “Tá feia a coisa!”

O Timão jogou com velocidade, alçando muitas bolas na área, contando com o desastre que é a defesa do Flamengo. Liedson foi o grande desataque! Paulinho apoiou com qualidade. Willians movimentou-se muito no ataque. Vitória mais que merecida. Saiu barato os 2 a 1!

(Mauro Silva)

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Coisas do “professô”

O Flamengo resolveu mudar o esquema tático. Saiu R10 e Renato. Porque não simplesmente modificar peças? Jogar com 3 zagueiros? Zagueiros quanto menos, melhor! Para ajudar, o goleiro Felipe estava em uma noite infeliz, falhou em dois gols. Fim de invencibilidade. Agora é o Internacional no Beira Rio. Tomara que o “professô” desista de um dos zagueiros.
(Mauro Silva)

domingo, 14 de agosto de 2011

Luxa está perdendo os reflexos?

O futebol tem momentos interessantes, no jogo em que Deivid conseguiu ser vibrante, pelo menos na hora dos gols que fez, o nosso técnico mostrou-se apático e como que anestesiado pela reação do Figueirense e o nó tático empreendido pelo Jorginho, somente aos 30 minutos, (depois que a vaca foi para o brejo, com bezerro e tudo) é que conseguiu colocar em prática uma substituição, mas já sem efeito de reação. Fiquei preocupado, será que Luxa está perdendo os reflexos? Pode não ter perdido, mas o Flamengo perdeu a grande chance de se isolar na liderança com o empate do Coringa e a “nossa” bobeira no Scarpelli. Um placar para não se esquecido: 2X2. Ou seja, mais dois pontos jogados fora em um novo empate improvável.

sábado, 6 de agosto de 2011

Liderança?

Após um período de férias voltamos a postar e num bom momento para o Mengão,que já nos deu decepções, mas muito mais alegrias.
O jogo contra o Coritiba,mostrou o quanto é ineficaz esse tal de Deivid. Bastou o Cruel estar em campo e as coisas mudaram.
Na primeira participação na trave e a segunda rede.
O Ronaldinho já tapou a boca de muita gente. E o time segue célere na sua invencibilidade e em busca da liderança isolada, o que torcemos já comece neste fim de semana.

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Novos ares

O Flamengo venceu fora de casa o América Mineiro. Ronaldinho Gaúcho marcou duas vezes. Será que o Rubro Negro agora terá calma para trabalhar? Será que Luxemburgo vai parar com a teimosia e colocar dois atacantes desde o início da partida? Ronaldinho Gaúcho é artilheiro isolado do campeonato com cinco gols. Será que a imprensa vai elogiar o mesmo tanto que criticou o dentuço? E até mesmo Deivid, contestadíssimo, já marca há três partidas consecutivas. Novos ares no Mengão, agora só falta o técnico ajudar.
(Mauro)

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Finalmente a luz

Se o Sr. Wanderlei Luxemburgo confirmar o que tem apresentado nos seus treinamentos, passarei a ter outro pensamento com relação a sua maneira de conduzir a equipe do Flamengo, ou seja, colocar três zagueiros, incluindo o Angelin – bem mais experiente dos que os dois meninos que compunham a zaga, demonstra que não é tão teimoso como dizem. A manutenção de Wanderlei no ataque é outra demonstração de lucidez. Só falta arrumar um companheiro de ataque (Diego Maurício poderia ser a opção) e colocar o Ronaldinho na rua real posição, sacando Renato que mantem sua titularidade graças aos seus potentes chutes (quando acerta), mas, que erra muitos passes e reduz a velocidade do meio de campo.
Com dois homens no ataque, de repente até o Deivid renasça das cinzas e o Flamengo volte a fazer gols.
O importante é pararmos com esse raciocínio de que todos têm que jogar como o Barcelona e jogarmos como FLAMENGO, com raça, vibração e o toque de qualidade que sempre tivemos.

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Justiça feita


Petkovic foi afastado da equipe em nome de uma filosofia discutível e aos 38 anos, continuou treinando “à parte” e na festa de sua despedida mostrou como dar passes desconcertantes e atuar 45 minutos como um garoto, que vibrou no gol de Renato e deixou saudades com a torcida.
Que o nosso mengão não seja tão somente o da ingratidão, como foi com Kleberson, Toró, Angelin e outros que também poderiam estar vestindo a o manto sagrado e nos dando alegrias, que nossa torcida continue sendo o outro lado dos cifrões e haja com o coração.

Obrigado Pet. Você soube honrar a camisa vitoriosa e amada do nosso Mengão Queridão.

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Bahia 3 x 3 Flamengo - Brasileirão 2011 29/05/11

O TORCEDOR NÃO ENTENDE. NEM EU.

Um Flamengo que tinha um naipe invejável de cabeças de área como Toró, Kleberson, Corrêa, integrandos ao seu elenco e optou por ficar com Fernando (o mais fraco). Um time que aposentou por antecipação um Petkovic e jogou o Angelin num banco para assistir David Brás e Welinton baterem cabeças e atabalhoadamente serem envolvidos por jogadores de baixo nível.
Anteriormente, já alertávamos sobre a fragilidade de nossa zaga, mantida teimosamente pelo Luxa, que apesar do ataque fazer os gols ela será sempre a responsável por nossos dissabores.
Como entender o poder que possuem os empresários sobre a direção do Flamengo que atualmente é escalado, tendo por prioridade, os interesses destes, em detrimento da equipe.
Pelo jeito, vamos continuar contratando barangas, rotulados como craques e jogando fora o que temos em casa.
Se o trem continuar neste desvio, vamos ter muitas decepções futuras.

Flamengo 4 x 0 Avaí - 1ª rodada do Brasileirão 2011

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Vamos Flamengo!

A ausência de posts já demonstra um posicionamento, estou contente com o atual Flamengo, ou melhor, com sua intempestiva direção de futebol que começou a entender que nessa matéria não se inventa se aplica a evolução natural. A continuidade nos serve de parâmetro para sabermos a qualidade deste ou daquele jogador. Com o ataque praticamente resolvido, falta somente a questão “dupla de zaga”. Angelin no banco e os zagueiros batendo cabeças, rifando a bola e perdendo gols incríveis quando se aventuram no ataque.

Agora, o que é preciso é acabar com onda de desqualificação que fazem contra o Ronaldinho Gaúcho. Chegam ao absurdo de dizerem que ele fez sua estréia agora. Não brinquem com coisa séria. Todo mundo sabe que essa maré de inveja é coisa da torcida arco-íris e a galera do Flamengo não pode e não deve se deixar influenciar por essas bobagens que falam por aí. Na minha existência quase sexagenária já vi o Pelé jogar “pedra em santo”, Garrincha parar na marcação de “defesas mulambas”, Zico perder pênaltis e todos no auge de suas carreiras, Ronaldinho não é Deus, é um jogador muito bom, vai nos dar enormes alegrias, mas não milagres. Vamos dar força SEMPRE ao maior jogador do Brasil em atividade “Ronaldinho Gaúcho” e que se mordam de inveja as outras torcidas.

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Ele tem a cara do Flamengo


Foi necessário apenas 120 minutos contra o Ceará para que o Luxa descobrisse a voluntariedade do jovem Wanderlei, cujo maior mérito é contaminar seus companheiros com o espírito rubro-negro.
Para alguns membros da imprensa reconhecerem seu futebol e seu valor a metade da chance que o Luxa deu ao Deivid.
No elenco do Flamengo e quem sabe nesse país, nenhum outro jogador encarne tanto o "espírito rubro-negro" como ele.
"às vezes os grandes tesouros estão aos nossos pés e não precisamos correr o mundo em busca de um diamante" (trecho de uma fábula chinesa).

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Flamengo jogando como FLAMENGO!

Em véspera de jogos importantes surgem fatos, declarações cujo objetivo é desestabilizar e isso é muito bem feito pela crônica “arco-iris”, senão vejamos:

- Declaração do Zagalo de que o Ronaldinho, com a idade que tem não possui capacidade física de servir a seleção. Neste caso é só perguntar ao “Velho Lobo” qual era a idade de Zidani na copa de 2006, na Alemanha. Ele deve ter lembranças bem amargas de quem já havia passado dos 30.

- Outro fato, a festinha realizada por jogadores do Vasco e do Flamengo em um hotel com algumas “marias-chuteiras”. E daí, estavam de folga, não ficaram devendo ao hotel, aliás, é melhor do que levar para a concentração como muitos craques, hoje endeusados, faziam.

Minha esperança é que o pensamento positivo supere tudo e somado a “raça” tenhamos uma boa apresentação no jogo desta noite. Que o espírito de luta que acompanha o garoto Wanderlei se irradie para seus companheiros e contra o Ceará voltemos a ter o Flamengo jogando como FLAMENGO!

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Quem tem, tem medo

Foi assutadora a falta de tirocínio do nosso treinador, decantado como um dos melhores do Brasil (não duvido), mas não aceito que coloque em risco a instituição Flamengo, em nome de uma teimosia descabida ou em aceitar a determinação de dirigente, ou até mesmo, algum empresário insistindo na escalação do Deivid.
Outra situação incompreensivel é manter uma dupla de zaga inconsequente, bate-cabeças e ter no banco de reservas Angelin e Jean; trocar experiência por incompetência é lamentável.
A escalação, para o jogo de volta contra o Ceará, demonstra a existência de uma luz no fundo do túnel, um pouco de lucidez ou a certeza de que não se brinca à frente de uma grande equipe que possui uma legião de torcedores capaz de aquilatar o potencial de um time e de quem os treina. Não foi à toa que a torcida barrou o Denismark bradando para o treinador da equipe "NÃO!!! ESSE NÃO!!!"
Sinceramente, estava temendo que igual situação fosse acontecer com Deivid, graças a teimosia do Luxa e pelo seu passado o jogador não merece pagar esse mico
Força Mengão, vamos vencer o Vovozão.

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Deus ajuda

Em certos momentos Deus não abandona os seus, assim será nesta quinta-feira, contra o Ceará. David Braz cumprirá suspensão na partida de ida contra o Ceará, nesta quinta-feira, às 21h50m, no Engenhão, pelas quartas de final da Copa do Brasil. Com isso, Welinton terá como companheiro de zaga Ronaldo Angelim, que jogou e virou ídolo no Fortaleza, grande rival do adversário do Rubro-Negro. Um lambão a menos na defesa que "bate-cabeça" a todo o instante.

segunda-feira, 2 de maio de 2011

O Projeto

Muito se fala no "Projeto" e até agora ninguém sabe qual é ou sabia. Após a conquista do campeonato carioca, em entrevista coletiva o técnico Vanderlei Luxemburgo, disse que o seu projeto era o Centro de Treinamentos e num futuro próximo, quem sabe, se tornar um dirigente do "Mengão".
Se esse é o projeto, que seja realizado com conquistas.
Desde o apito final da vitória por 3 a 1 nos pênaltis sobre o Vasco, o técnico Vanderlei Luxemburgo alerta sobre sua outra ambição: classificar o quanto antes o time para a Taça Libertadores de 2012.
A via mais acessível, no momento, é a Copa do Brasil. Depois de passar por três fases, o time inicia a disputa das quartas de final na próxima quinta-feira contra o Ceará, às 21h50m, no Engenhão.
- Vamos comemorar um dia e direcionamos para a Copa do Brasil – declarou.
Sem invenções e decisões surpreendentes, acredito que dá, mas se continuar a inventar David e substituições despropositadas como a do Botineli pelo Fierro, a estrada fica difícil.

Parabéns Mengão!

domingo, 1 de maio de 2011

Inacreditável

Algumas horas antes do jogo Vasco X Flamengo e ouço a heresia de que o David estaria confirmado ao lado de Ronaldinho. Essa teimosia deixa qualquer torcedor desanimado antes de um jogo tão importante como esse. E lá vamos nós jogar novamente com um a menos.
Até torço que entre e arrebente,para nossa alegria, mas o retrospecto não o credencia. O outro centro-avante o Wanderlei é mais brigador e tem a cara do Flamengo.
Cruzando os dedos vamos assistir e torcer.

segunda-feira, 21 de março de 2011

video

No site oficial o registro


Ao site oficial do Flamengo, Patricia contou como foi o momento do encontro com o homem mais poderoso do mundo.
- Falei com a esposa e as filhas dele (Michelle Obama, Malia e Sasha). Então expliquei que o Flamengo é o clube de futebol mais popular do Brasil. Eu brinquei que tínhamos agora um jogador que era conhecido mundialmente e mostrei o nome dele nas costas da camisa. Ele me perguntou se era a dele. Eu disse que sim e perguntei se ele queria. Por duas vezes ele disse que sim. Tirei então a camisa e repassei para ele.
Barack Obama esteve na Gávea porque o local foi escolhido para o pouso e decolagem dos helicópteros da comitiva americana. O presidente, que já tinha descido no campo rubro-negro na noite de sábado, esteve novamente lá na manhã de domingo. Ele embarcou em direção à Cidade de Deus e, depois de visitar a favela na Zona Oeste do Rio, retornou ao local novamente de helicóptero.

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Desculpites


Com o início da Libertadores, Copa do Brasil, começa também o período em que as equipes, equivocadamente, entram em campo desrespeitando suas tradições e suas cores. É muito comum dizer que com o time reserva perdeu ou ganhou. No meu conceito uma “desculpite”, afinal um time tem um elenco e a titularidade é relativa, tem jogadores que estão titulares, mas não são.
Espero que o Flamengo na Copa do Brasil prove que tem um elenco e não apenas um time. E, não nos sirva de desculpa a ausência deste ou daquele.
O Santos, por exemplo, empatou no sábado com o Santo André e a ausência de Elano, Rafael e Durval foram atribuídas ao fracasso pelo time estar desfigurado, por sua vez, o Grêmio ganhou do Caxias e ninguém falou que era o time de reservas, pois esse tipo de alegação só serve para resultados negativos.
Ainda está gravado em minha memória a derrota para o Avaí por 3 x 0 na ressacada em agosto de 2009, e naquela oportunidade todos diziam que não era o Flamengo e sim um time de garotos. Conta outra A CAMISA que estava em campo era a do Mengão e mesmo com Adriano e Bruno no gol a jornada foi catastrófica.
O que quero dizer que quando o jogo é oficial o time também o é, e essa história de que eram os reservas, só prova a inconsistência do elenco.

sábado, 5 de fevereiro de 2011

DUVI-D-O: DÓ

Luxemburgo defende Deivid, alvo de vaias: “Se fizer um gol no domingo, muda tudo”
Ledo engano do nosso treinador. A torcida não vê a hora de ter o retorno de Diogo Maurício para cantar o “Adeus” ao Deivid.
O que muita gente não entente, principalmente aqueles que não fazem do “manto sagrado” a pele, é que para jogar no FLAMENGO, tem que encher a boca pra falar e os olhos de lágrimas só em pensar que está jogando no Mengão.
Não nos interessa se já jogou o Caixaprego de Quirundá, no Sacumé ou no Tritotó junto com o Wanderlei o importante é o futebol que joga hoje (NADA). Milhões de vezes melhor que ele era o Nunes a referência do Mengo na posição e até mesmo o Souza, o “carequinha” que recentemente estava no Corinthians, também não fazia muitos gols, mas vibrava quando jogava e mostrava vontade de vencer e acreditava em todas. Esse é o espírito rubro-negro.
Lamentavelmente, se o Luxa persistir nessa teimosia teremos nas arquibancadas um coro igualzinho ao que aplicaram ao Denismark na era Rogério: "NÃO!!! ESSE NÃO!!!!!... NÃO!!! ESSE NÃO!!!!!".
Tomara a direção do Flamengo encontre um time interessado no futebol do Deivid, porque nós torcedores já provamos que não estamos.
Ah, quanto a defesa, continuamos levando sorte e pouca competência.

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

A ESTREIA


A expectativa está criada e, por sorte, num bom momento do Flamengo deve acontecer a estreia de Ronaldinho Gaúcho. Digo por sorte, pois os resultados estão acontecendo a despeito das fracas atuações do mengão. Naturalmente, ninguém acredita que num passe de mágica, apenas com o RG 10 as coisas passem a acontecer, contudo some-se a ele Tiago Neves e Botinelli e tudo pode acontecer quando Flamengo voltar a jogar com 11 – a presença do Deivid na fase em que se encontra precisa ser analisada seriamente. A juventude do Wanderlei ou de Diego Maurício poderá ser fundamental no aproveitamento do que for criado por esse trio que o Flamengo dispõe.
A nossa defesa, que bateu cabeça contra o Vasco, precisa ser reestruturada com a volta do Angelin. Quem sai? Qualquer um ou ficam os três.
No meio de campo o ciclo destruir e não construir precisa acabar e com ele o Willians vai ficando sem espaço. Esse menino que veio do Bahia, o Vander já mostrou que também é implacável na destruição e eficaz na criação. E, sem inventar o Mengão vai chegar a um bom time com excelentes reservas que poderão se revezar e dar opções ao técnico.
Acredito que a equipe que o Luxa montou é boa, mas fazer uns ajustes, que estão saltando os olhos, não custa nada.
Assim, a estreia de Ronaldinho nesta quarta-feira será um complemento ao bom trabalho que a direção do Flamengo está fazendo neste ano. Parabéns a presidente Patricia Amorim extensivo a todos nós que só queremos o melhor para o nosso “Mengão Queridão”.

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Tem gente que pensa muito a frente

Confesso que no último jogo fiquei irritado com a substituição feita pelo Luxa, que aproveitando uma expulsão do adversário abriu mão do lateral para colocar outro centro avante (em minha opinião se alguém tinha que entrar, esse seria o Marquinhos). Com o andamento do jogo e como dizem, “com o caminhão andando as melancias se ajeitam” e foi o que aconteceu. Na realidade, o técnico do Flamengo estava buscando um ligar para o Renato, que brevemente perderá seu espaço no meio de campo, mas não na equipe.
A doce dor de cabeça do Luxa já aparece com o Deivid admitindo que já não é mais o mesmo e aos poucos dando liberdade ao técnico de alterar o ataque da equipe que além de Wanderlei terá o retorno de Diego Maurício, depois Ronaldinho e Botinelli darão a feição que a equipe merece.
Vamos dar “tempo ao tempo” e sorrir brevemente. Com certeza.

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Homenagem Juniores Bi-campeões

O caso Deivid


Será que esse jejum todo foi em função de adaptação ou outra coisa?
Acredito que fazer gol é algo nato, como dizem a bola procura o artilheiro, o craque. E, no caso dele a “jabolane” fica escorregadia, ensaboada.
Os noticiários destacam sua atuação contra o América, que a meu ver foi pífia, como tantas outras que já realizou no Flamengo. E, se o problema é readaptação ainda falta muito.
A esperança do torcedor está na volta do Diego Maurício e no garoto Wanderley, bem mais voluntarioso e preciso nas finalizações.
A teimosia do Luxa em manter o atacante deve-se, e não tenho dúvidas, ao alto salário do jogador (tremendo prejuízo para o Mengão) que precisa manter-se valorizado.
E nós, vamos aturando, temos dez que jogam e nos garantem um prejuízo menor.
Atentem para essa notícia do Globo.com e me digam: “Não tem um cheirinho de cavadinha
Principal contratação do Flamengo no segundo semestre de 2010, Deivid sofreu com a readaptação ao futebol brasileiro. Foram apenas quatro gols em 19 jogos e o olhar torto de parte da torcida. O ano de 2011 começou desconfortável. Na estreia contra o Volta Redonda, o atacante não foi bem e, assim que saiu, assistiu ao substituto Wanderley marcar.
Foi o bastante para Vanderlei Luxemburgo ter de responder sobre a troca de centroavantes. O treinador rechaçou e bancou o jogador com quem já trabalhou no Santos, Cruzeiro e Corinthians.
No sábado, Deivid desencantou. Completou cruzamento rasteiro de Vander e fez o terceiro gol do Flamengo na vitória por 3 a 1 sobre o América.
- Foi apenas o segundo jogo oficial do Flamengo em 2011, mas a cobrança era grande, tanto da torcida quanto da imprensa. O gol me dá mais confiança e um pouco mais de tranquilidade – disse o jogador.
Mesmo nos piores momentos, o camisa 9 rubro-negro não fugiu da responsabilidade. Ele sabe que, pelo passado e pelo esforço de sua contratação, a expectativa é bem superior ao que foi produzido até o momento.
- Até pelo que fiz nos outros clubes que defendi, em que marquei muitos gols e conquistei títulos, tenho consciência que a expectativa da torcida é que eu faça o mesmo aqui no Flamengo. Essa pressão é natural, mas confio no meu trabalho e tenho o apoio do Vanderlei (Luxemburgo) e dos meus companheiros – afirmou.
O Flamengo enfrenta o Americano na próxima quarta-feira, no estádio Claudio Moacyr, em Macaé. O time lidera o Grupo A da Taça Guanabara com seis pontos, dois a mais do que Resende e Nova Iguaçu.

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Novidades

Com a contratação de Ronaldinho Gaúcho e Thiago Neves, jogadores já consagrados, as atenções voltam-se para as novidades do elenco onde destaco o Botinelli, Romário e Wander. Se não inventar o Luxa terá um grande time e a primeira providência, é dar os bonés para os Deivid’s. É difícil ter um grande time com duas peças que não se encaixam. É difícil entender por que abrir mão da experiência de Angelin que deve ser aproveitado, como foi o Luciano no passado, jogando como líbero, na espera, onde vale muito seu conhecimento da posição e por que não a faixa de capitão.
Futebol, é simples... É só não inventar.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Gremistas queimam bandeira do mengão



Apenas uma colocação:
Quando falta o argumento...

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

ESPERAR O QUE?

Tremendo leilão e gerando divisão na torcida e o mais triste uma contratação que perde o seu romantismo quando a torcida do Grêmio o classifica como “mercenário” caso troque a paixão pela traição.
A transação Ronaldinho não conseguiu mobilizar a “massa rubro-negra” e demonstra que sua contratação pouco acrescenta a quem está assistindo craques como Pet e Kleberson serem despejados na sarjeta, como se fossem óleo sujo.
Estamos assistindo um filme que já vimos, o Dejavu do futebol, com prenúncio de mais uma temporada a ser levada aos trancos e barrancos.
Primeiro nos dão os sonhos e depois os pesadelos.